Homem encontrado morto em lago de Barro Alto foi morto com pancadas e golpes de faca; Suspeito de cometer o crime é preso

0
500
Imagem: Divulgação/PM

A Polícia Civil (PC), através do delegado Marco Antônio Maia, instaurou inquérito para investigar um suposto crime de homicídio ocorrido no município de Barro Alto, quando um homem de 56 anos, identificado como Luis Lopes de Sousa Filho, foi encontrado boiando na Lagoa Serra do Níquel, localizada no Bairro Extrema, na última sexta-feira (06).

De acordo com o delegado, os documentos da vítima haviam sido encontrados por terceiros na manhã de ontem nas proximidades do lago e entregues na Delegacia de Polícia. Ao averiguarem o proprietário da documentação, constatou-se que ele não havia retornado para casa e estava como desaparecido, assim, as investigações iniciaram, até hoje pela manhã quando seu corpo foi encontrado por pessoas que faziam caminhada às margens do lago.

Assim que foi constatado sinais de agressões no corpo de Luis Lopes, o delegado iniciou as investigações e descobriu que ele havia se envolvido em uma briga de bar com um velho conhecido da polícia, um homem de 28 anos, possuidor de diversas passagens pela polícia, inclusive por homicídio.

De imediato, Marco Antônio Maia solicitou apoio da Polícia Militar (23º BPM e CPE), e iniciaram diligências no sentido de localizá-lo, até que no período da tarde, ele foi encontrado por policiais da CPE em uma estrada vicinal, na garupa de uma moto, tentando fugir para a região rural da cidade. De acordo com Capitão Teixeira, comandante da CPE, no ato da abordagem o suspeito confessou ser o autor do homicídio, e que teria agido sozinho.

As investigações ainda estão em andamento. Mas a princípio, conforme esclareceu o delegado, o crime teria sido praticado na madrugada de quinta, e a vítima teria sido morta com pancadas na cabeça, por algum objeto ainda não identificado, além de golpes de faca. Não está descartado que Luis Lopes tenha sido jogado no lago ainda com vida, porém, um laudo cadavérico conclusivo só ficará pronto em 30 dias.

Em depoimento, tanto à Polícia Civil, quanto à Polícia Militar, o suspeito confessou a autoria do crime, mas salientou que agiu em legítima defesa e que na verdade quem estava armado era a vítima e tentou esfaqueá-lo, no entanto, conseguiu tomar a faca dele e desferiu várias pancadas (murros) em sua cabeça, deixando-o desacordado às margens do lago. Após jogar a faca dentro do lago evadiu. Ele negou ter jogado o corpo da vítima dentro da lagoa e que tenha usado algum objeto durante a agressão.

Marco Antônio Maia enfatizou que não acredita na versão apresentada pelo suspeito e que ele deverá responder por homicídio e ocultação de cadáver. (Com informações do Portal Meganésia)

Deixe seu comentário
SHARE
Goiano, 30 anos, Casado, Pai, Redator e Proprietário do Jornal Itapaci Urgente. Aqui a notícia é verdade.