Pesquisa Modal/Futura: Lula lidera com 41%; Bolsonaro tem 35%

0
192
Lula-Foto:Ricardo Stuckert Bolsonaro Foto: Marcos Corrêa/PR Data 2022 Ricardo Stuckert e Marcos Corrêa/Divulgação Leia mais em: https://veja.abril.com.br/coluna/matheus-leitao/o-que-as-pesquisas-de-maio-vao-revelar-sobre-lula-e-bolsonaro/

A pesquisa Modalmais/Futura, divulgada nesta quinta-feira (28/4), mostra que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem 41,1% das intenções de votos para assumir o Palácio do Planalto em 2022. Já o atual mandatário do país, Jair Bolsonaro (PL), segue logo atrás, com 35,3%.

A distância entre os dois pré-candidatos aumentou, mas dentro da margem de erro. No último levantamento, divulgado em março, Lula tinha 38,5%, e Bolsonaro, 35,5%.

Ainda no cenário estimulado, quando o entrevistador mostra as opções disponíveis, Ciro Gomes (PDT) figura na terceira posição, com 6,8%. Já o ex-governador de São Paulo João Doria (PSDB) tem 2,7% das intenções de votos.

Em um cenário reduzido, sem o candidato tucano, Lula marca 42,9% e Bolsonaro chega a 34,6%. Já Ciro ficaria com 10,2%, e Tebet com 3,4%.

No segundo turno, o petista venceria o atual presidente por 50,2% a 39,7%.

Pesquisa espontânea

Na intenção espontânea, Lula e Bolsonaro estão empatados tecnicamente, com 36,3% e 33,1%, respectivamente. Ciro Gomes tem 2,6%.

André Janones (Avante) e João Doria (PSDB) ficam empatados com 0,5%, e a senadora Simone Tebet, pré-candidata pelo MDB, 0,4%.

Metodologia
A amostra foi do tipo não probabilística e contemplou 2 mil entrevistas. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos, e a confiabilidade, de 95%.

As entrevistas foram realizadas entre os dias 20 e 25 de abril de 2022, por meio de técnica de abordagem CATI (entrevista telefônica assistida por computador).

Os organizadores dizem ter respeitado os critérios de aleatoriedade e das proporções populacionais, de sexo, idade e estado de moradia, tendo como unidade respondente eleitores do Brasil.

A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-08858/2022.

 

Deixe seu comentário