Recém-formada, médica de 30 anos morre vítima da Covid-19, em Goiânia

0
630
Amanda Tallita da Silva. Foto: Reprodução/ Instagram

A médica Amanda Tallita da Silva, de 30 anos, morreu na madrugada desta quarta-feira (17/3) vítima da Covid-19, em Goiânia. Ela era recém-formada e atuou na linha de frente de combate ao coronavírus em um hospital do estado.

Conforme informações, a médica deu entrada no Hospital de Campanha de Goiânia (Hcamp) no último sábado (13/3), no mesmo dia foi encaminhada para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde ficou internada por cinco dias. A unidade de saúde informou que a profissional não resistiu à doença.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde de Caldas Novas, Amanda atuou em alguns plantões de trocas de turnos com colegas no Hospital de Retaguarda, que é especializado no tratamento de pacientes com a doença. A secretaria até deu entrada no processo de contratação, mas não foi finalizado.

A médica estava inscrita há três meses no Conselho Regional de Medicina de Goiás (Cremego). Sua inscrição foi feita no dia 17 de dezembro de 2020. Em nota, o Cremego lamentou a morte da profissional. “O Cremego se solidariza com a família, os amigos e os médicos goianos neste momento de dor”.

 

Deixe seu comentário
SHARE
Goiano, 26 anos, Casado, Pai, Redator e Proprietário do Jornal Itapaci Urgente. Aqui a notícia é verdade.