GO: Neta é presa suspeita de matar a avó asfixiada com cinto e atear fogo ao corpo

0
338
Delegacia da Polícia Civil de Pontalina, Goiás — Foto: Divulgação/Polícia Civil.

Uma jovem de 28 anos foi presa suspeita de matar a própria avó asfixiada com um cinto e depois atear fogo ao corpo, em Pontalina, no centro de Goiás.

O delegado Pedro Democh contou que a neta tentou cavar uma cova para a avó no quintal de casa, dias antes de cometer o crime, mas desistiu. Arrependida, a mulher ligou para a Polícia Militar e admitiu o assassinato.

O nome da suspeita não foi divulgado pela polícia. Por isso, o IU não conseguiu localizar a defesa para se manifestar sobre a prisão até a última atualização desta reportagem.

De acordo com a investigação, a neta acreditava que a avó, que precisava de cuidados em tempo integral, era responsável por uma série de transtornos que acontecia na família, inclusive por um Acidente Vascular Cerebral (AVC) sofrido pela mãe dela há poucos dias.

O delegado relatou que a avó, que tinha 69 anos, morava com a neta há pouco meses por necessitar de cuidados. A mãe da jovem, que é quem normalmente cuidava da idosa, está hospitalizada por causa do AVC.

A neta foi presa em flagrante pelo crime de homicídio qualificado pela asfixia e pelas circunstâncias que dificultaram a defesa da vitima, segundo a polícia.

 

Deixe seu comentário