CRIXÁS: Secretaria de Meio Ambiente investiga morte de dezenas de peixes no Rio Vermelho

0
571
Peixes mortos no Rio Vermelho, em Goiás — Foto: Divulgação/Prefeitura de Crixás

A Prefeitura de Crixás através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente investiga a morte de dezenas de peixes no Rio Vermelho, no perímetro rural do município.

De acordo com a prefeitura, a suspeita é de possível crime ambiental, tendo três possíveis causadores de poluição hídrica “que despejam resíduos” na região. Locais estão sendo investigados por órgãos ambientais de Goiás.

A extensão do dano ambiental é bastante visível e decorre de uma ação anormal ao meio ambiente, um fator externo que mudou os parâmetros habituais, no qual causou a mortandade dos espécimes aquáticos”, diz relatório da prefeitura.

Até o momento, o dano causado ao Rio Vermelho não pôde ser mensurado pelos especialistas que vistoriaram o local.

Segundo nota de esclarecimento emitida pela Prefeitura de Crixás, as autoridades locais tomaram conhecimento do fato através de denúncias de moradores, que foram realizadas no último domingo (29).

A partir das denúncias, vistoria realizada pela Secretaria de Meio Ambiente de Crixás constatou a morte de pelo menos sete espécies de peixes:

  • “Cascudo”;
  • Traíra;
  • Tuvira ou Sarapó;
  • Papa-terra;
  • Mandi;
  • Bagre;
  • Lambari.

Também foram coletadas amostras da água e dos animais mortos que foram enviados para análise.

Deixe seu comentário