Filho acusado de matar a própria mãe em São Patrício, é condenado a sentença de 24 anos de prisão

0
323
Edivaldo Silva de Oliveira, acusado de matar a facadas a própria mãe, é condenado por feminicídio.

Edivaldo Silva de Oliveira, acusado de matar a facadas a própria mãe, Laura Pereira de Oliveira, enquanto ela dormia, em São Patrício, a 84 km de Itapaci, é condenado por feminicídio. O homem recebeu sentença de 24 anos de prisão a ser cumprida em regime fechado. Decisão cabe recurso.

A decisão é da juíza Marina Cardoso Buchdid. O julgamento aconteceu em Rubiataba na última quinta-feira (26/5). 

O réu atuou com vontade livre e própria, possuía plena consciência da ilicitude de seu ato e, ainda assim, golpeou o peito da vítima, sua própria genitora, que não teve possibilidade de se defender, estava dormindo“, disse a juíza.

O portal não localizou a defesa de Edivaldo para se manifestar sobre a decisão até a última publicação desta reportagem.

Falso assalto
O crime aconteceu no dia 11 de outubro de 2020. Conforme o delegado, logo após matar a mãe, o homem saiu gritando na rua, pedindo socorro aos vizinhos e dizendo que um assaltante tinha invadido a casa e esfaqueado a mãe dele.

Os vizinhos acudiram, a Polícia Militar foi ao local e, a principio, nós acreditamos na versão inicial dele. Passado o dia inteiro, ele foi ao velório e ao enterro da mãe. No fim da tarde de domingo, alguém informou que teria sido ele o autor”, explicou o delegado.

Após ser detido, ele confessou que matou a idosa porque ela reclamou de ele ter chegado de madrugada em casa.

Ele teria chegado tarde, por volta de 1h. A mãe chamou a atenção dele, porque só estava chegando tarde. Após essa breve discussão, eles foram dormir, mas veio na cabeça dele a vontade de matar a mãe. Ele pegou a faca e deu dois golpes no peito, com ela dormindo”, disse o delegado. (Com informações do G1/Goiás).

Deixe seu comentário