GO: Secretaria de Saúde confirma dois casos de zika vírus em grávidas e faz alerta, em Goiás

0
235
Mosquito Aedes aegypti é responsável por transmitir a dengue. — Foto: Reprdoução

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-GO) confirmou dois casos de zika vírus em grávidas e faz alerta para que os registros não aumentem. De acordo com a pasta, os casos foram registrados em Vicentinópolis e Inhumas.

A mãe de Vicentinópolis já teve o parto e a criança vai passar por avaliação do comitê de investigação de microcefalia, para que haja um diagnóstico da criança. A outra gestação está sendo monitorada.

Ao todo, a secretaria confirmou 11 casos de infecção por zika vírus em Goiás, transmitido pelo mosquito mosquito Aedes aegypti, o mesmo da dengue e da Chikungunya.

A Superintendente de Vigilância em Saúde da SES, Flúvia Amorim, explicou que o vírus está ativo e circulando, o que demanda cuidados dos moradores.

Segundo Flúvia Amorim, não houve registros de grávidas infectadas pelo zika vírus no ano passado. A doença pode causar sequelas graves nos bebês, como a microcefalia, uma malformação congênita em que a cabeça dos recém-nascidos é menor do que o esperado.

A superintendente explicou que a possibilidade de a criança desenvolver microcefalia é maior se a mãe for infectada no primeiro trimestre da gravidez.

As gestantes precisam tomar cuidado, usarem repelentes, se possível. No ano passado não tivemos nenhuma gestante infectada. Mas com o vírus ativo e circulando, os casos podem aumentar“, ressaltou Flúvia Amorim.

 

Deixe seu comentário