Região Norte volta à situação de calamidade, e Goiás tem 17 das 18 regionais no pior cenário da pandemia

0
466

O Estado de Goiás voltou a ter quase todas as regionais no cenário mais grave previsto no mapa de risco da Secretaria Estadual de Saúde (SES-GO). A Região Norte, que havia avançado para o cenário crítico na semana passada, regrediu nesta sexta-feira (12) para situação de calamidade.

Com isso, das 18 regionais de saúde do estado, 17 estão na faixa de classificação mais grave, conforme os indicadores adotados pela pasta.

A única em situação crítica (cenário intermediário no mapa) é a Nordeste II, que abrange os municípios de Alvorada do Norte, Buritinópolis, Damianópolis, Guarani de Goiás, Iaciara, Mambaí, Nova Roma, Posse, São Domingos, Simolândia e Sítio d’Abadia.

Entre os indicadores utilizados para determinar a situação da região, está o de incidência de solicitações de leitos de UTI ao Complexo Regular Estadual (CRE) nos últimos sete dias.

Nesse quesito, 17 regionais estão no pior cenário, apenas com a Nordeste II em situação crítica.

A taxa de ocupação de UTIs da rede estadual também está na situação mais grave em todas as regionais, exceto da Estrada de Ferro, que está em situação crítica.

O mapa é utilizado para determinar quais medidas os municípios de cada região devem tomar para conter a pandemia. No caso do risco de calamidade, no qual estão inseridos quase todos, é recomendado manter apenas atividades essenciais em funcionamento.

 

Deixe seu comentário
SHARE
Goiano, 26 anos, Casado, Pai, Redator e Proprietário do Jornal Itapaci Urgente. Aqui a notícia é verdade.