Assembleia aprova reajuste de até 64,61% para professores temporários

0
213

Assembleia Legislativa (Alego) aprovou, em segunda votação, proposta da Governadoria que equipara salários dos professores temporários aos dos efetivos, nesta quarta-feira (16). Assim, os trabalhadores com carga horária de 40 horas passam a receber 64,61% a mais, compatível com o Piso Nacional do Magistério em Goiás, de R$ 2.886,24.

O Projeto de Lei 5368/2020 concede reajuste salarial a todos os professores com contratos temporários na rede estadual de ensino. Segundo cálculo do governo, 12.439 professores serão contemplados com o aumento de até 64,61%. Outros 47 profissionais cujos contratos são para carga horária reduzida, terão o acréscimo de 44,31% sobre o vencimento atual, de R$ 2 mil.

Com a medida, professores de nível superior com carga horária de 40 horas, por exemplo, terão acrescidos a seus salários a quantia de R$ 1.132,94. Já os de nível médio, para a carga horária semelhante, passarão a receber R$ 1.019,91 a mais.

Os educadores que recebiam menos terão direito ao valor do Piso Nacional dos Professores, que é de R$ 2.886,24 para profissionais de nível superior com carga horária de 40 horas semanais. Para quem faz 20 e 30 horas, o reajuste será calculado proporcionalmente.

 

Deixe seu comentário
SHARE
Goiano, 26 anos, Casado, Pai, Redator e Proprietário do Jornal Itapaci Urgente. Aqui a notícia é verdade.