Politica: Delegado Waldir anuncia saída do PSDB

0
460

O Deputado federal mais votado de Goiás em 2014, Delegado Waldir anunciou, nesta terça-feira (9/1), que deixará mesmo o PSDB.

Embora não tenha uma data definida, ele garante que não participará das prévias, marcadas para o dia 21 de fevereiro — quando enfrentaria o colega de Brasília Giuseppe Vecci e o presidente da Câmara Municipal de Goiânia, vereador Anselmo Pereira.

Os motivos para deixar o tucanato goiano são conhecidos e devem ser formalmente apresentados já nesta quinta-feira (11/2). O principal deles é que, desde que foi eleito, o delegado sonha em ser o candidato do PSDB à Prefeitura de Goiânia no pleito de 2016. No entanto, enfrenta resistências internas e tem dito que há predileção por outros candidatos que não ele.

Vale ressaltar que o futuro ex-tucano sempre foi contrário às prévias partidárias. Sua tese é que um candidato que marca cerca de 20 pontos percentuais em quase todas as pesquisas eleitorais (oficiais e não oficiais) não deveria disputar com correligionários que têm “0,2% e 0,4%”. “Em São Paulo, por exemplo, o PSDB terá prévias porque todos os pré-candidatos estão no mesmo nível de aceitação popular”, acrescenta.

Delegado Waldir assegura, ainda, que tentou, de todas as formas, se viabilizar dentro do partido. Mas, sem sucesso. “Fui o único que participou da eleição de todas as zonais da capital, estive em todos os debates e reuniões… Mesmo assim, estou sendo rifado”, lamenta. O deputado sugere que estão tentando fazer com ele o mesmo que fizeram com Datena, do PP, também na capital paulista: “Acabaram com sua pré-candidatura”.

Outro ponto levantado pelo deputado é que, ao contrário dos outros dois pré-candidatos, ele é considerado “cristão novo” no PSDB e não filiou quase ninguém — justamente por isso não teria condições de vencer as prévias, mesmo sendo o nome mais bem colocado e com “chances reais de vencer o único nome da oposição que o governador Marconi Perillo não consegue derrotar em Goiânia, Iris Rezende”.

“Não sou partidário. Se eu tiver que escolher entre eleitor, partido e governo, eu escolho o eleitor. Faço política pelo cidadão”, arremata.

Chateação
Mesmo decidido, o deputado federal Delegado Waldir lamentou, a decisão de sair do PSDB. Embora seja, neste ponto, a única saída para que possa disputar a prefeitura, ele garante não ter problema fora de Goiás. “É o partido que vai governar o Brasil em 2019. Tenho com toda a bancada em Brasília, com exceção do [Giuseppe] Vecci, excelente relacionamento”, conta.

Inclusive, Waldir revelou que só não se desfiliou ainda por um pedido pessoal do presidente do diretório nacional, senador Aécio Neves (MG). “Ele e o Cássio Cunha Lima [senador pela Paraíba] me pediram para aguardar até o dia 11 de fevereiro. Em respeito a eles que não apresentei minha desfiliação. O PSDB nacional não quer perder 300 mil votos”, arremata.

Fonte:  jornalopcao.com

Deixe seu comentário
SHARE
Goiano, 30 anos, Casado, Pai, Redator e Proprietário do Jornal Itapaci Urgente. Aqui a notícia é verdade.