Operação Breaking Bad: Polícia cumpre mandados de prisão contra grupo suspeito de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro em Goiás e no RJ

0
367
Armas são apreendidas na Operação Breaking Bad, em Goiás — Foto: Polícia Civil/Divulgação.

A Polícia Civil cumpriu mais de 40 mandados da Operação Breaking Bad para combater crimes de organização criminosa, tráfico de drogas e lavagem de capital. Um grupo goiano foi preso, ele estava no Rio de Janeiro, mas é suspeito de atuar em Goiás.

Apuramos que havia um núcleo responsável pela organização financeira e membros do chamado ‘conselho final’ que são pessoas que definiam locais de venda de entorpecentes, inclusão e exlusão de membros, tabela de valores das drogas, castigos e até homicídios“, diz o delegado Ivaldo Gomes.

Responsável pela investigação do caso, o delegado disse que continua na busca de mais quatro suspeitos que ainda não foram presos. A operação foi realizada pela Delegacia Estadual de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) e contou com o apoio da Policia Civil do Estado do Rio de Janeiro.

Segundo a PC, os integrantes participavam do setor logístico, operacional e de venda de entorpecentes. A Operação Breaking Bad cumpriu 12 mandados de prisão temporária e 26 mandados de busca e apreensão, expedidos pelo Poder Judiciário de Goiânia.

Ao todo, 100 policiais civis de Goiânia, Senador Canedo, Goianésia, Planaltina, Aparecida de Goiânia e Rio de Janeiro participaram da ação. Foram apreendidos veículos, celulares, armas, munições, documentos e cadernos de anotações dos crimes durante a operação.

A polícia verificou transações financeiras entre as contas dos investigados de aproximadamente R$ 15 milhões por ano. Nelas, foram comprovadas serem de origem do comércio de entorpecentes, armas de fogo, roubos e outros crimes.

Conforme a PC, os envolvidos são de alta periculosidade e a maioria dos deles possui passagens pela polícia pelos crimes de tráfico de drogas, posse/porte de arma de fogo, roubos, homicídios e outros crimes. Eles vão responder por tráfico de drogas, lavagem de dinheiro.

 

 

Deixe seu comentário