“Eu não vou voltar, eu já voltei”, diz ex-governador Marconi Perillo em discurso em Goiânia

0
284
Foto: Divulgação

Com o jingle da campanha de 2014 que diz “É com Marconi que chegamos aqui e é com Marconi que nós vamos seguir” tocando, o ex-governador Marconi Perillo (PSDB) comandou um encontro partidário na Região Noroeste de Goiânia na noite da última quinta-feira (10).

Intitulado de Desperta Goiás, o evento foi o primeiro de uma série que o PSDB fará na capital. À coluna, tucanos comemoraram o resultado “positivo” da primeira edição.

Em seu discurso, o ex-governador enumerou as obras que fez na região e deu destaque para o Hugol, que foi entregue pouco antes de deixar o governo para se candidatar ao Senado, na campanha de 2018. “Nós fizemos um governo que marcou época na história de Goiás”, afirmou. Marconi evitou ataques diretos ao governo de Ronaldo Caiado (União) e focou em falar do que seus governos fez no Estado. No final, encerrou com uma frase de efeito para mostrar que ele voltou ao jogo político em Goiás: “Eu não vou voltar, eu já voltei.”

Misturado
Marconi participou ontem, em Palmeiras de Goiás, da inauguração de uma Unidade Básica de Saúde, construída pelo prefeito Vando Vitor, que é seu aliado. Estavam presentes na inauguração o secretário de Saúde do governo de Caiado, Ismael Alexandrino, e o deputado estadual Cairo Salim.

Para bom entendedor….
Henrique Meirelles não compareceu ao almoço com o PSD jovem no final da manhã desta sexta-feira. O pré-candidato ao Senado em Goiás passou a quinta-feira em Goiânia em reuniões com correligionários do partido que tentam convencê-lo a manter o projeto eleitoral no Estado e voltou para São Paulo, na manhã de hoje, para se reunir com o governador João Doria.

…meia palavra basta
Em entrevista ao podcast Poder em Jogo do Mais Goiás, que está disponível no Spotify, João Doria brincou que ele é do time “Fica, Meirelles”. Doria e Lula disputam Meirelles para fazer parte de suas equipes econômicas durante a campanha eleitoral.

Finalizações
O presidente do PSD estadual, Vilmar Rocha, passou a tarde desta quinta-feira em Brasília, onde se reuniu com o presidente nacional da sigla, Gilberto Kassab. À noite, já em Goiânia, Vilmar conversou com Meirelles.

Alternativas
Sem Meirelles e sem a filiação de Lissauer Vieira, que desistiu de ser candidato a deputado federal, o PSD estuda tomar um novo caminho nessas eleições para não diminuir seu tamanho em Goiás.

História juntos
Uma das conversas do meio político é que o partido pode voltar a se aliar ao ex-governador Marconi Perillo. O PSD esteve presentes nos últimos dois governos do tucano em Goiás. (Com informações do Mais Goiás)

Deixe seu comentário