Goiás – Iris Rezende chega aos 83 anos com currículo insuperável

0
547

Iris Rezende Machado (PMDB) é um líder com currículo invejável, o mais completo de todos os políticos goianos. Ele já ocupou o maior número de cargos eletivos entre todos e talvez seja impossível outro político conseguir superá-lo. Tem 82 anos e está prestes a completar 83.

No final de 2016 terá chegado a 58 anos de carreira como homem público, que começou em 1958, quando foi eleito vereador em Goiânia, aos 25 anos. Quatro anos mais tarde, em 1962, foi eleito deputado estadual e um ano depois, em 1965 e aos 30 anos, foi eleito prefeito de Goiânia. Assumiu o cargo em 31 de janeiro de 1966 e seguiu até 20 de outubro de 1969, quando teve seus direitos políticos cassados pela ditadura militar. Voltou a se candidatar em 1982, sendo eleito governador de Goiás pela primeira vez. Governou o Estado de 15 de março de 1983 a 13 de fevereiro de 1986. Época em que se licenciou do cargo para assumir o Ministério da Agricultura do Governo José Sarney, onde ficou entre 15 de fevereiro de 1986 e 14 de março de 1990. Governou Goiás pela segunda vez de 15 de março de 1991 a 2 de abril de 1994. Foi eleito senador da República e ocupou o mandato de 1º de fevereiro de 1995 a 1º de fevereiro de 2002. Neste período, Iris Rezende presidiu a Comissão de Constituição e Justiça, a mais importante do Senado, e voltou a ser ministro na primeira gestão de Fernando Henrique Cardoso, quando comandou o Ministério da Justiça de 22 de maio de 1997 a 6 de abril de 1998. Em 2004, foi eleito prefeito de Goiânia pela segunda vez e ficou no governo os quatro anos. Em 2008, foi eleito pela terceira vez, ficando no cargo até abril de 2010. Passados mais de sete anos, Iris volta a se candidatar e foi eleito no último domingo, dia 30 de outubro, para o quarto mandato na Prefeitura de Goiânia. É claro que na carreira houve vitórias e derrotas. Nesse tempo, perdeu duas eleições para governador e uma para senador, mas chega ao final de 2016 como o grande vencedor das eleições municipais em Goiânia, aumentando o currículo de cargos públicos conquistados através do voto.

Será que há alguém em condições de superá-lo? Acho difícil, muito difícil.

Deixe seu comentário