Em Anápolis, comerciante é morto a tiros após discutir com cliente sobre preço de carteira de cigarro

0
670
Reinaldo Godói da Silva, de 51 anos, foi morto a tiros na frente do próprio comércio — Foto: Reprodução/Facebook

O comerciante Reinaldo Godói da Silva, de 51 anos, foi morto a tiros na frente do próprio comércio em Anápolis, a 186 km de Itapaci. Segundo as investigações da Polícia Civil, a vítima discutiu com um cliente por causa do preço de uma carteira de cigarro e foi baleada em seguida.

O homicídio aconteceu no início da noite do último sábado (21), de acordo com registros policiais. O delegado de plantão, Cleiton Lobo, disse que o autor e o carro em que ele estava foram identificados e estão sendo procurados.

“Os detalhes ficarão mais claros depois das oitivas, mas a discussão começou porque o autor foi pagar uma carteira de cigarro que havia comprado lá e o comerciante cobrou dele R$ 6. O cliente disse que o preço padrão era R$ 5,75, mas o comerciante disse que, como o cliente estava devendo – havia comprado ‘fiado’ – o valor a ser cobrado seria maior”, explicou.

Segundo o delegado, a conversa toda aconteceu em frente ao comércio da vítima, com o autor sentado dentro do carro e a vítima de pé do lado de fora do veículo. Lobo completou que em certo momento da discussão, o cliente sacou uma arma e atirou algumas vezes contra a vítima.

“A perícia ainda vai confirmar o número de disparos. A princípio, foram quatro. A vítima ficou com duas lesões no tórax, do lado direito, e morreu no local”, completou.

Até por volta de 13h deste domingo (22), a Polícia Civil não havia prendido nenhum suspeito do crime, mas tinha equipes nas ruas procurando pelo autor e colhendo evidências que possam ajudar nas investigações.

Deixe seu comentário
SHARE
Goiano, 26 anos, Casado, Pai, Redator e Proprietário do Jornal Itapaci Urgente. Aqui a notícia é verdade.