Carreta carregada de Vodka, pega fogo na BR–153

0
5

Na tarde do último domingo (26) por volta das 13h30, uma carreta carregada Vodka, bebida alcoólica, pegou fogo na BR–153 entre o trevo sul e Auto Posto Barreto em Rialma. 

De acordo com o motorista da carreta, identificado pelo nome de Leandro de Sá Monteiro Lima de 36 anos, o mesmo relatou que seguia do estado de São Paulo para Belém do Pará. Ele explicou que percebeu o fogo pelo retrovisor pegando por baixo da carreta bitrem que já estava com as chamas bem avançadas.

Leandro de Sá, conta que desceu do veículo, e destravou a carreta que pegava fogo com a da frente separando as duas para não atingir a outra parte da carga de bebida.

Logo em seguida já ligou para o Corpo de Bombeiros e Polícia Rodoviária Federal, Leandro, não sabe exatamente o que provocou o incêndio.

De acordo com a Guarnição do Corpo de Bombeiros, ao chegar no local, o fogo estava muito alto e começaram a combater as chamas. A equipe informa que as garrafas de Vodka, começaram a explodir espalhando estilhaços de vidro, havendo também risco dos pneus da carreta estourarem.

A pista foi totalmente interditada, deixando quilômetros de congestionamento dos dois lados por cerca de 40 minutos. Após o fogo ser controlado e minimizar o risco de qualquer pessoa ser atingida no momento que estivesse passando ao lado, a pista foi liberada de um dos lados, prosseguindo com o siga e pare.

A guarnição, disse que pediu o apoio da Usina CRV Industrial que liberou caminhão pipa com capacidade maior de água para abastecer o caminhão do Corpo de Bombeiros.

Foi realizado um trabalho pela corporação dos bombeiros para que o fogo não se propagasse ao pastos as margens da BR, já que o capim está muito seco.

O Corpo de Bombeiros, realizou também todo o controle no trânsito por horas, até a chegada da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Apesar do fato, o motorista e a esposa não ficaram feridos.

Deixe seu comentário
SHARE
Goiano, 26 anos, Casado, Pai, Redator e Proprietário do Jornal Itapaci Urgente. Aqui a notícia é verdade.