Cruzeiro vence o Corinthians e torna-se o maior campeão da Copa do Brasil

0
14

O Cruzeiro é hexacampeão da Copa do Brasil. Na noite desta quarta-feira (17), o time mineiro venceu o Corinthians, por 2 a 1, no duelo de volta da competição, na Arena Corinthians. A equipe celeste tinha vencido o jogo de ida no Mineirão por 1 a 0.

Diante de mais de 45 mil torcedores, o Cruzeiro soube aproveitar as oportunidades e contou com a belíssima atuação de Arrascaeta que entrou para decidir. O jogador enfrentou mais de 25 horas de voo para estar no duelo, após defender a seleção uruguaia na Ásia.

O JOGO

As duas equipes iniciaram a partida se estudando e marcando forte. O Cruzeiro, com a vantagem de ter vencido o primeiro jogo por 1 a 0, se fechou em duas linhas e dificultou a vida corintiana.

A primeira boa oportunidade surgiu apenas aos 20 minutos. Após uma bobeira da zaga do Timão, Barcos escorou para Thiago Neves, que de primeira obrigou Cássio a fazer a defesa.

Até que, aos 27, a Raposa abriu o placar e ampliou a vantagem. Depois de um vacilo de Léo Santos, Barcos recebeu na entrada da área, limpou e acertou a trave. Na sobra, Robinho finalizou sem chances para o goleiro corintiano.

A Raposa seguiu firme e, aos 33, acertou a trave com Dedé. A resposta do Corinthians veio dois minutos depois, Jadson cobrou falta e Henrique mandou bem próximo do gol defendido por Fábio.

Na volta do intervalo, o Corinthians, logo aos sete, teve um pênalti a seu favor. Ralf caiu na área após dividir com Thiago Neves, o juiz pediu auxilio do VAR (árbitro de vídeo) que assinalou a penalidade. Jadson cobrou rasteiro e empatou a partida.

O celeste não se deixou assustar e seguiu com as tentativas. Aos 15, Léo chutou e Cássio fez uma linda defesa quase em cima da linha.

Os técnicos Jair Ventura e Mano Menezes promoveram mudanças nas equipes. O comandante paulista colocou Pedrinho, após pedidos da torcida, e o treinador mineiro promoveu a entrada de Arrascaeta.

Pedrinho entrou e logo marcou aos 24. Da meia-cancha, o atleta acertou uma pancada no ângulo de Fábio. Mas o árbitro consultou o VAR e viu falta de Jadson em Dedé e anulou o gol.

Já Arrascaeta demorou a se acertar com a bola, primeiro, aos 31, isolou. Porém, aos 36, se redimiu. No contra-ataque, Raniel passou para o uruguaio, que arrancou em velocidade e bateu com tranquilidade na saída de Cássio.

O Corinthians até tentou, só que não conseguiu reverter a vantagem mineira. Festa da Raposa na Arena Corinthians.

 

Deixe seu comentário
SHARE
Goiano, 26 anos, Casado, Pai, Redator e Proprietário do Jornal Itapaci Urgente. Aqui a notícia é verdade.