Mortes em rodovias federais em Goiás triplicam durante feriado de 12 de outubro

0
12

A Polícia Rodoviária Federal de Goiás (PRF-GO) divulgou, nesta segunda-feira (15), o balanço da Operação Nossa Senhora Aparecida 2018, iniciada no dia 11 e encerrada ontem (14). O levantamento mostra que o número de mortes nas rodovias federais no Estado triplicou em relação ao ano passado: subiu de 02, em 2017, para 06 mortes neste ano.

Os registros de veículos flagrados em radares com velocidade acima da permitida por lei também saltou de 2.066 em 2017 para 3.592 neste ano. Outro dado que chama a atenção é o número de autuações por falta do uso do cinto de segurança. Em 2017, foram registradas 77 autuações por esse tipo de infração e, neste ano, foram feitos 179 registros.

Neste ano, também foram contabilizadas 1.727 autuações resultando em uma média de 431 ocorrências por dia. Trinta e seis motoristas foram autuados por dirigirem embriagados e outros 15 por transporte irregular de crianças.

De acordo com a PRF, as ultrapassagens proibidas são uma das principais infrações responsáveis por causar acidentes com vítimas fatais nas estradas brasileiras. Neste ano, só em Goiás , ocorreram 24 acidentes que resultaram em 30 pessoas feridas e seis mortes.

Operação

Segundo a PRF, foram escolhidos pontos críticos e estratégicos para realizar as fiscalizações, locais onde motoristas costumam cometer mais infrações. Além disso, houve restrições quanto a circulação de veículos de carga pesada como caminhões bi-trens e cegonhas em rodovias federais neste feriado. De acordo com a corporação, a medida serve para garantir mais segurança para os veículos menores.

Deixe seu comentário
SHARE
Goiano, 26 anos, Casado, Pai, Redator e Proprietário do Jornal Itapaci Urgente. Aqui a notícia é verdade.