Morre Isabella, jovem vítima de acidente em parque de diversões em Ceres

0
34

Jovem vítima de acidente no parque de diversões na Praça Cívica de Ceres, Isabella de Amaral Vieira, 16 anos morreu na manhã desta segunda-feira (03/09), após ter morte morte cerebral confirmada.

Isabella estava internada no Huana desde o dia 26 de agosto, mas não resistiu aos graves ferimentos causados pelo acidente. A adolescente tinha o estado de saúde mais grave dentre as vítimas: teve fratura na coluna, traumatismo craniano e precisou passar por cirurgias para retirar parte do intestino e um dos rins devido aos ferimentos que teve após ser jogada para fora do brinquedo.

Em nota, o hospital informou que a morte foi constatada na manhã desta segunda-feira e que uma “comissão intrahospitalar iniciou todos os procedimentos para doação de órgãos, conforme autorizado pela família da jovem”.

LEIA A NOTA NA ÍNTEGRA

“O Hospital Estadual de Urgências de Anápolis Dr. Henrique Santillo – HUANA -, em nota, confirma o diagnóstico de morte encefálica da paciente Isabela do Amaral Vieira, na manhã desta segunda-feira, 03 de Setembro.

Constatada a morte cerebral, a Comissão Intrahospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos e a Central de Transplantes de Goiás, iniciaram todos procedimentos necessários para doação de órgãos, conforme autorizado pela família da jovem.

Internada no Huana desde o dia 26/08/2018, a paciente não resistiu aos graves ferimentos causados pelo acidente em um Parque de Diversões na cidade de Ceres-Go, na madrugada do dia 26.

O Huana lamenta o falecimento e deseja condolências aos familiares.

Assessoria de comunicação

Acidente:

Quatro adolescentes de 16 anos ficaram seriamente feridas após serem arremessadas de um brinquedo, em um parque de diversões itinerante montado em Ceres. Segundo o Corpo de Bombeiros, a barra de segurança do brinquedo Surf se abriu e quatro amigas foram imediatamente ejetadas. Todas sofreram escoriações e suspeita de fraturas.

O caso mais grave foi o de Isabela do Amaral Vieira. Além da queda, a jovem foi atingida pelo brinquedo antes que o operador conseguisse desligá-lo.As outras três adolescentes foram inicialmente atendidas na Unidade de Pronto Atendimento de Ceres. Com escoriações e fraturas, Mariane Oliveira Dias, Talia Aparecida Pires e Tatiele Carvalho Evangelista tiveram que ser transferidas para outros estabelecimentos de saúde da região.

Investigações

Matheus disse ainda que já ouviu diversas testemunhas, entre elas funcionários do parque e familiares das vítimas, mas que ainda está aguardando o laudo policial. O delegado solicitou também os documentos expedidos para a liberação do parque, já que existe a suspeita de que a permissão para funcionamento tenha sido forjada.

Nesta sexta-feira (31), Joel Quadra, dono do brinquedo, será ouvido pela Polícia Civil. “Já na próxima semana serão ouvidos os funcionários do Corpo de Bombeiros e os engenheiros que emitiram as Responsabilidades Técnicas (RT), emitidas pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Goiás (Crea-GO)”, concluiu o delegado.

Deixe seu comentário
SHARE
Goiano, 26 anos, Casado, Pai, Redator e Proprietário do Jornal Itapaci Urgente. Aqui a notícia é verdade.